Machado-Meyer_marca_02Três advogados do Machado Meyer, um dos maiores escritórios do País, estão fazendo trabalho pro bono durante as Olimpíadas do Rio de Janeiro. Ariana Anfe, Gisela Mation e Pedro Felipe da Silva foram selecionados pela OAB/RJ para atuarem durante os Jogos em processos de arbitragem e mediação.

A prática da arbitragem ocorre em todas as edições dos jogos olímpicos com o objetivo de resolver com agilidade litígios que ocorram ao longo das competições. Fora dos grandes eventos, a arbitragem de recursos no esporte costuma levar entre seis meses e três anos. Já no caso das Olimpíadas, os árbitros têm poucos dias para tomar uma decisão, já que esse processo poderá afetar o andamento das diversas modalidades em competição.

Os cerca de 30 advogados selecionados pela OAB/RJ atuam como representantes de atletas que não têm condições de arcar com os honorários de um profissional. E, no geral, a expectativa é que todos os litígios sejam solucionados em uma única audiência. Segundo o Tribunal Arbitral do Esporte, até o dia 5 de agosto já haviam sido registrados 21 casos relativos aos Jogos do Rio, superando a quantidade registrada ao longo de todos os dias de competição das Olimpíadas de Londres (2012), o que aumenta a satisfação em atuar a favor dos atletas.

 [Fonte: http://www.tas-cas.org/fileadmin/user_upload/Media_Release__English__050816.pdf]

Sobre o Machado Meyer Advogados

Fundado em 1972, o Machado Meyer Advogados é um dos mais respeitados escritórios de advocacia do Brasil. Com atuação full service, oferece assistência legal a clientes nacionais e internacionais, incluindo grandes corporações dos mais variados setores de atividade, instituições financeiras e entidades governamentais. O escritório está presente em São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Belo Horizonte, Porto Alegre e Nova York. www.machadomeyer.com.br

Compartilhar