Hoje, 28, comemora-se o Dia Internacional da Proteção de Dados. A sazonalidade passou a ser celebrada em 2006, criada pelo Conselho Europeu em conjunto com a Comissão Européia, com o objetivo de memorar a consumação da Convenção 108 do CE em 1981, onde o tratamento automatizado de dados pessoais  foi abordado em primeira instância.

Um dos principais objetivos da data é atentar as pessoas de modo bem amplo quanto ao uso inviolável de seus dados, prezando pela segurança da privacidade e da informação.

No Brasil, apesar de ainda não ser tão popular, o marco deveria ser tão destacado quanto outras datas comemorativas, já o país faz parte do Observatório do Comitê da Convenção 108. Além disso, a data também coincide com a implantação da Lei Geral de Dados do Brasil.  Participar como Observador em um conselho internacional de tamanha relevância é de suma importância para muitas áreas do Brasil, inclusive a área comercial cujas empresas performam também no exterior.

Pensando em território brasileiro, divulgar a data pode trazer vantagens ao estreitar a relação empresa x consumidor ou cliente final, já que a garantia de dados seguros amplia a confiança entre as partes.

Compartilhar