Advogados são profissionais bastante requisitados, o que faz com que o número de escritórios de advocacia cresça constantemente, fazendo com que o nível de competitividade seja extremamente elevado nessa área. 

Assim, para ser bem-sucedido nesse contexto é preciso pensar em estratégias e uma que vem se destacando é a utilização de espaços de coworking (ou escritórios compartilhados) para atendimento dos clientes.

Para o sócio da Goldbach Advogados, Mauro Goldbach, que utiliza esse modelo de escritório na Gowork (empresa líder no setor de escritórios compartilhados) os benefícios são diversos, mas ela destaca a possibilidade de amizades e parcerias.

“Em um escritório convencional nos vemos sozinhos, muitas vezes, tendo que fazer tudo, já no modelo de coworking temos a possibilidade de fazer amizades, estabelecer relações de negócios e, principalmente, trocar indicações, sem contar que meu foco se torna minha operação fim, ou seja, a advocacia, contudo é necessária a capacidade de adequação por parte do empresário a esse modelo”, conta.

Mas, qual a relação desses espaços com o sucesso de uma advocacia? Veja os principais pontos listados pela Gowork:

Networking: esse é um dos principais benefícios de um coworking para uma advocacia. Pense bem: a criação e a manutenção de círculos sociais profissionais provoca interações que podem render ótimos frutos e em um espaço compartilhado se tem isso. Sendo algo construído diariamente, sendo orgânico: aquele em que as relações vão puxando outras, de modo que, em um dado momento, você não precise mais impor sua presença.  Por isso, indique colegas de escritórios, trabalhe junto com eles e se mantenha conectado a profissionais de confiança com profissionais de outros setores, é uma via de mão dupla baseada, sobretudo, na confiança. Sendo assim, qualquer indicação deve vir espontaneamente de ambos os lados.

Atendimento telefônico personalizado: Hoje os espaços mais modernos de coworking possibilitam um atendimento personalizado, ou seja, existem ramais diferenciados no quais a atendente já chamará pelo nome de sua empresa, direcionará corretamente a ligação e anotará recado caso haja necessidade. Com isso a empresa poderá ter um telefone fixo em seu cartão, com garantia de retorno.

Proximidade a pontos importantes: espaços compartilhados, em sua maioria, buscam se estabelecer perto dos principais endereços da cidade, onde se encontrar os clientes e os tribunais e fóruns, esse fato facilita em muito o deslocamento e acompanhamento das ações.

Credibilidade transmitida ao mercado: O cliente de advocacia busca mais que tudo a credibilidade, ninguém deixa a luta elos direitos na mão de qualquer pessoa. Assim, se mostra fundamental o estabelecimento de uma apresentação adequada de um negócio. Um escritório desorganizado, sem recepção e com móveis que aparentam desmazelo não devem ser considerados. É primordial se diferenciar pela qualidade, impressionar já na primeira impressão, demonstrar organização e isso se obtém em um coworking.

Redução de custos – uma das principais vantagens dos advogados que compartilham o espaço é a redução dos custos. Além do aluguel, em uma única fatura já estará somado outros custos como as contas de luz, água, telefone fixo, internet, entre outros. É comum visitar escritórios e observar que estes atuam em estruturas totalmente precárias, visivelmente por custo, o que causa uma impressão muito negativa. Assim, a redução de valores em um coworking vai além de deixar os valores bastante acessíveis de escritório, ele proporcionará custo reduzido de apresentação, pois, escolhendo bem, seu espaço terá uma estrutura dos grandes escritórios, até mesmo com recepção personalizada. Até mesmo para os profissionais que estão iniciando a carreira e ainda não possuem uma renda tão alta quanto a de um advogado experiente pode impressionar.

Salas de reuniões – os bons coworkings oferecem aos locatários amplas salas de reuniões, equipadas com itens de alta tecnologia, como SmartTVs e computadores. Imagine como isso faz a diferença na hora de fechar um negócio? Com esses dispositivos, você poderá fazer apresentações e expor cases e situações para os seus clientes. É importante, se planejar adequadamente para o melhor uso desses espaços durante as reuniões, desenvolvendo estratégias para impressionar o cliente desde o primeiro contato e demonstrando todo o profissionalismo.

Troca de conhecimento – Você estará ao lado de outros colegas de profissão e poderá utilizar isso ao seu favor. Não se desenvolve sozinho em uma salinha. O direito é uma área que está sempre em transformação, devido às constantes mudanças ou alterações nas leis, por exemplo. Por esse motivo, trocar conhecimento e experiências com colegas da área é muito importante. Em um coworking, a troca é constante. Um colega pode ajudar o outro em causas, sugerindo mudanças e melhorias, beneficiando os clientes de todos.

Fonte:  Dr. Mauro Goldbach

Compartilhar