Direito trabalhista: negociação com sindicato garante resultado positivo para ambas as partes, com mediação do TRT-4, explicam Camila Forest e Guilherme Guimarães.

Os Tribunais Regionais do Trabalho, como o TRT-4, têm atuado com perfil de mediação de conflitos entre trabalhadores e empresas, como mostra caso assessorado por Silveiro Advogados.

 

Um dos clientes da banca é uma empresa metalúrgica que mantinha há mais de um ano entraves em relação a negociação do dissídio de cerca de mil funcionários de uma planta industrial em Charqueadas (RS). As questões debatidas entre o sindicato local e companhia remetiam a índices de reajuste, com aumento real e abono salarial.

 

Foram realizadas três audiências nas quais “o Tribunal Regional do Trabalho agiu como mediador da disputa, algo relevante para a solução dos conflitos”, explica Guilherme Guimarães, sócio de Silveiro Advogados. Dessa forma, foi possível alcançar um entendimento que beneficiou tanto os colaboradores quanto a empresa em questão”. A composição foi formalizada ao final de outubro de 2018.

 

Para a sócia Camila Forest, da mesma banca, uma das vantagens desse tipo de atuação é a simplificação de processos que poderiam ser, além de mais onerosos, mais demorados até alcançarem uma resolução. “Essa é uma alternativa que pode ajudar a dar celeridade ao judiciário, devendo ser cada vez mais estimulada pelos tribunais em todo o país”.

 

Compartilhar