A operação terá custo total de R$21,7 milhões

O Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), validou novas regras e liberou R$3,3 milhões para a reconstrução do Museu Nacional, no Rio de Janeiro, destruído por um incêndio em 2 de setembro de 2018.

O Programa de Reconstrução do Museu Nacional prevê gastos totais de R$21,7 milhões com as obras de recuperação. Destes, R$3,3 milhões já foram concedidos e há a estimativa de que um aditivo contratual seja assinado nos próximos dias.

As medidas emergenciais de recuperação do acervo têm cálculo de conclusão estipulado para março de 2019. A Associação de Amigos do Museu Nacional, então, apresentará o orçamento atualizado para terem acesso ao restante do recurso arrecadado para as obras.

“Esse projeto é destinado a fazer a contratação de empresa gerenciadora de reformas nas estruturas existentes do museu, em especial a nossa biblioteca. Também se destina aos preparos e aquisição de um prédio contêiner para comportar parte da administração e professores do museu”, disse Alexandre Kellner, paleontólogo e diretor do Museu Nacional.

Compartilhar